No último fim de semana, Shelley Hennig esteve em Paris para participar da Beacon Hills Forever, convenção organizada pela Dream It Con, ao lado de seus colegas de elenco de Teen Wolf.

Durante o evento, Shelley participou de painéis com perguntas e respostas, atendeu os fãs em sessões de autógrafos, fotos e também teve a oportunidade de conhecer fãs virtualmente.

Confira as fotos em nossa galeria:

INICIO > CONVENÇÕES | CONVENTIONS > BEACON HILLS FOREVER (2023) > 13.05 – CERIMÔNIA DE ABERTURA

SHBR00000001~13.jpgSHBR00000010~10.jpgSHBR00000005~11.jpgSHBR00000008~10.jpg

INICIO > CONVENÇÕES | CONVENTIONS > BEACON HILLS FOREVER (2023) > 13.05 – PAINEL COM RYAN KELLEY

SHBR00000006~12.jpgSHBR00000006~12.jpgSHBR00000005~12.jpgSHBR00000005~12.jpg

INICIO > CONVENÇÕES | CONVENTIONS > BEACON HILLS FOREVER (2023) > 13.05 – FOTOS COM FÃS

SHBR00000012~10.jpgSHBR00000016~9.jpgSHBR00000019~9.jpgSHBR00000015~9.jpg

INICIO > CONVENÇÕES | CONVENTIONS > BEACON HILLS FOREVER (2023) > 14.05 – CERIMÔNIA DE ABERTURA

SHBR00000001~15.jpgSHBR00000001~15.jpgSHBR00000002~14.jpgSHBR00000003~13.jpg

INICIO > CONVENÇÕES | CONVENTIONS > BEACON HILLS FOREVER (2023) > 14.05 – PAINEL COM RYAN KELLEY

SHBR00000004~14.jpgSHBR00000004~14.jpgSHBR00000005~13.jpgSHBR00000005~13.jpg

INICIO > CONVENÇÕES | CONVENTIONS > BEACON HILLS FOREVER (2023) > 14.05 – FOTOS COM FÃS

SHBR00000014~10.jpgSHBR00000016~10.jpgSHBR00000011~11.jpgSHBR00000006~13.jpg

INICIO > CONVENÇÕES | CONVENTIONS > BEACON HILLS FOREVER (2023) > 14.05 – CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO

SHBR00000001~16.jpgSHBR00000002~16.jpgSHBR00000002~17.jpgSHBR00000001~17.jpg


Na última semana, Shelley Hennig se juntou à equipe das embaixadoras Jodie Sweetin e Kate Mansi para participar da 5ª Edição Anual do Desafio da Caminhada pelo Haiti, ação social que busca arrecadar fundos para a educação e saúde no Haiti. O projeto foi criado pelo Hope for Haiti, organização social sem fins lucrativos que trabalha para reduzir a pobreza por meio do apoio e parceria ao povo haitiano, especialmente mulheres e crianças.

Desde o lançamento do #HikeforHaiti em 2019, 100% dos rendimentos desta campanha apoiam a esperança para projetos críticos de saúde, infraestrutura, educação e água limpa no sul do Haiti. Até o momento, a organização já arrecadou mais de 600 mil dólares.

Shelley apoia a fundação desde o ano passado e usa suas redes sociais para divulgar o projeto para mais de 3 milhões de seguidores.

Obrigada a todos por fazer nosso 5º evento anual #hikeforhaitichallenge de abertura um sucesso! E um agradecimento especial a embaixadora de LA @jodiesweetin por construir uma ponte comigo pela trilha alagada! @hopeforhaiti

É possível doar qualquer valor através do site oficial. Clique aqui para doar!


Teen Wolf: The Movie foi lançado na quinta-feira (26) e em celebração à tal evento, Holland Roden está entrevistando o elenco da trama em seu podcast ‘Howler Back Now‘. A convidada da semana de estreia do filme foi Shelley Hennig. A atriz se abriu sobre sua época de Miss Teen USA, o começo de sua carreira como atriz e muito mais.

Para quem não sabe, Shelley é Miss e ganhou os concursos de Louisiana – seu estado de nascença – e, também, a competição onde concorria contra garotas de todos os estados do país, se tornando Miss Teen USA e representando USA no Miss Universo. Entretanto, a atriz nunca havia contando como foi participar de um concurso de beleza sendo tão jovem.

Shelley comentou com Holland que ela não se sentia pertencente aquele mundo de competição de beleza e, olhando de volta ao passado, a atriz até nota como tais competições são estranhas. Mas para ela, na época, significava uma porta de saída de Louisiana. Sendo assim, a atriz embarcou nessa viagem. Através do seu título de Miss, Shelley pôde ajudar muitos adolescentes. Por ter perdido seu irmão para a combinação de álcool e direção, ela usou sua voz para alertar sobre tal perigo. Porém, Hennig conta que não gostaria de ter exposto tanto a situação de sua família, mas que fica feliz de – possivelmente – ter ajudado alguns jovens a pensar duas vezes antes de beber e dirigir.

Foi através do concurso de Miss que Shelley conseguiu uma bolsa de estudos em uma escola de artes cênicas. Durante seu primeiro ano de estudos, Hennig não tinha segurança no que estava fazendo. Pensando em ajuda-la, uma conhecida da época do Miss Teen USA conseguiu um teste na novela Days of Our Lives para a aspirante à atriz. Shelley decidiu fazer o teste, mas não tinha advogado e nem agente, o que a deixou perdida. Mesmo assim, ela conseguiu o papel e viveu Stephanie Johnson por um período de 4 anos. Lembrando de sua audição, ela conta que estava muito nervosa, mas a atriz Mary Beth Evans, que viria a ser sua mãe na trama, disse: Querida, você é linda por fora e por dentro, mostre isso a eles.

Quem acompanha Shelley sabe de sua paixão por comédia, a atriz brincou sobre o assunto com a interprete de Lydia Martin: “Porque você acha que eu amo tanto comédia? Por 4 anos, eu tive que ser torturada. Sim, eu fui muito privilegiada, mas era estressante”. Na primeira cena de choro de Shelley em Days of Our Lives, ela estava tão nervosa e estressada por não saber como chorar que acabou chorando de verdade. Tadinha! Agora nós entendemos sua preferência por tramas com comédia.

E foi pensando nisso que, antes de aceitar ser regular em Teen Wolf, ela perguntou ao criador da série se a Malia iria ser engraçada. Além disso, ela conta que é uma pessoa que gosta muito de pessoas, então ela aceitou virar regular da série por causa do elenco que a recebeu de braços abertos durante a 3º temporada.

Entre os pontos altos de voltar ao set de Teen Wolf para reviver Malia, Hennig destaca três. O primeiro seria o motivo do seu retorno para o filme, ela estava vivendo um momento delicado de sua vida e estar de volta ao longa seria como voltar para família, um lugar seguro. O segundo ponto foi poder conhecer a Crystal Reed no set, já que Allison e Malia nunca se encontraram pelas ruas escuras de Beacon Hills. E o último ponto – e mais importante -, Shelley contou que vir ao Brasil representar Teen Wolf na CCXP a proporcionou um momento único. Segundo ela, foi em solo brasileiro, especificamente no palco Thunder, que ela sentiu o maior amor que já recebeu na sua vida.

Como nem só de vitórias se faz uma carreira, Shelley contou à Holland sobre a pior audição de sua vida. A atriz foi fazer um teste, mas durante o processo houveram algumas mudanças, o que a deixou nervosa e se sentindo despreparada. O que a fez esquecer suas falas e não conseguir entrar no personagem. Vendo que não iria ter como dar a volta na situação, ela pediu licença e se retirou da sala. Ao sair, Shelley sentou mais a frente para trocar seus sapatos e enquanto estava de cabeça baixa ouviu o diretor de elenco comentar: “Não precisamos procurar as fotos comerciais daquela garota”, dando a entender que ela tinha sido muito ruim durante a audição. Ao ouvir tal frase, a atriz se levantou pedindo desculpa e saiu correndo. Dois meses depois, ela faz um teste para outro sitcom. E, acreditem, o diretor de elenco era o mesmo da audição que tinha sido um fiasco. Ao final de todo o processo, ele foi até ela e falou: “Ei, Shelley, você fez um ótimo trabalho hoje”.

Durante sua conversa honesta com Holland, Shelley contou como está grata pela indústria estar mudando em relação a padrões de beleza. A atriz comentou que, no passado, já foi chamada atenção em relação ao seu ganho de peso enquanto filmava um projeto. Entretanto, no último ano, entre as gravações de Teen Wolf: The Movie, The Last Girl e Obliterated, Shelley aumentou 6kg, mas ninguém pontuou isso para ela ou disse que seu rosto estava mais redondo (como aconteceu no passado).

Falando em Obliterated, Shelley contou algumas coisas sobre a série. Todos nós sabemos que a atriz irá interpretar uma agente da CIA, mas o que não sabíamos é que através da querida Ava, Shelley pôde interpretar várias outras personagens, já que a agente ficará disfarçada algumas vezes. Hennig também contou que teve que falar russo na série. Então, ela tratou de encontrar alguém que falasse russo no set e pediu ajuda com suas falas. O que ela não sabia é que eles tinham uma professora no set, exclusivamente para o elenco aprender as partes em russo do roteiro.

Cada vez que descobrimos mais alguma coisa sobre Obliterated, ficamos mais ansiosos. Mas parece que ainda teremos que aguardar um tempo para poder conhecer Ava Winters. A nova série da Netflix, dos mesmos criadores de Cobra Kai, deve ser lançada em algum momento do verão norte-americano.

Ouça o episódio do podcast Howler Back Now with Holland Roden, intitulado “The Beginning”, na íntegra:

Para mais informações sobre Shelley Hennig nos sigam em nossas redes sociais.


Teen Wolf: The Movie começa 15 anos após os eventos da série original, quando o mal e uma velha paixão inesperada retornaram à Beacon Hills. Não mais um adolescente, o lobisomem alfa Scott McCall (Tyler Posey) é testado de uma forma que o leva a se reunir com amigos e aliados de confiança, incluindo uma grande variedade de seres sobrenaturais, para lutar contra um inimigo poderoso e mortal que já enfrentaram no passado.

Durante esta entrevista exclusiva com o Collider, as co-estrelas Shelley Hennig (que interpreta Malia Tate) e Holland Roden (que interpreta Lydia Martin) falaram sobre quando perceberam que estavam realmente voltando para seus papéis de Teen Wolf, os momentos cômicos, por que Malia era a personagem que Hennig precisava em sua vida quando ela assinou contrato para interpretá-la e mais. Confira:

Collider: Quando e como vocês souberam que Teen Wolf realmente voltaria? Uma coisa é ter conversas sobre talvez voltar de alguma forma, mas quando isso realmente se torna real?

SHELLEY HENNIG: Para mim, foi correr nos corredores da escola, no primeiro dia. Era como se nada tivesse mudado, mas tudo tinha mudado. Estávamos naqueles corredores por um motivo diferente. O tempo passou e nós não estamos na escola. Quando você assistir ao filme, entenderá por que estamos lá. Esse foi o momento em que se tornou real para mim. E também, o fato de que Tyler [Posey] e eu tivemos que correr por quatro horas seguidas, ele machucou as costas e meus joelhos ficaram presos. Tornou-se um Geriatria Wolf. Foi como, “Aqui vamos nós! Todos nós temos os mesmos corações jovens, mas nossos corpos estão falhando conosco.”

HOLLAND RODEN: Ainda estou tendo momentos de concretização. O primeiro dia, para mim, foi na delegacia com Jackson. Filmar com um dos meus melhores amigos, e nós moramos juntos por alguns anos, foi bizarro voltar a isso. Eu apenas comecei a rir. Eu mal podia acreditar. E então, também fiquei nervosa por ter sido trazida como Lydia. Foi uma sensação de teia de aranha de “espere, estou de volta”. É tão surreal. Eu estou tão agradecida. É como ir para casa. É fácil.

Agora que esses personagens são adultos legitimamente completos, eles podem ficar um pouco mais atrevidos com todos. Gostei particularmente do senso de humor de Jackson. Holland, foi difícil não interromper e simplesmente cair na gargalhada em suas cenas com Colton Haynes?

RODEN: Sim! Oh, meu Deus, há uma cena, para as pessoas que assistem ao filme, na cozinha, entre Argent e Jackson, e Posey e eu mal conseguimos nos controlar. Há muita informação nessa cena, em termos de exposição, então não podíamos nem nos inclinar para risadas. A arte imitou a vida. Colton Haynes é uma das pessoas mais engraçadas que conheço. Ele é maluco.

HENNIG: Ele é hilário nessa cena.

Malia também. Ela é realmente o outro alívio cômico nisso, às vezes. Shelley, foi divertido encontrar aqueles momentos engraçados, quando ela também pode ser muito séria?

HENNIG: Ao me juntar ao show, era importante que houvesse isso. Eu precisava disso na minha vida, pessoalmente. Jeff foi muito gentil em me dar uma chance, dessa forma, porque a personagem não era necessariamente engraçada. Tivemos essa discussão antes de eles realmente apresentarem quem ela realmente era. Ele disse: “Você é engraçada?” Eu estava tipo, “eu não sei.” E então, nós apenas seguimos em frente e acho que funcionou. Essa é a minha parte favorita sobre isso. É super sério, mas todo mundo tem um momento cômico, aqui e ali. Com Malia, quem ela é e onde ela esteve a torna naturalmente engraçada.

Ela se sente como a personagem que provavelmente também é a mais impulsiva. Há diversão e uma sensação de liberdade em interpretar alguém que apenas age e segue seus instintos, e que não parece realmente ter nenhuma inibição, e realmente não quer parar e ter uma conversa sobre isso ou colocar um rótulo nisso?

HENNIG: Sim, era disso que eu precisava na minha vida. Eu não poderia ser assim na vida real, então poder interpretar um personagem assim, por tantos anos, foi o trabalho mais fácil e divertido que já tive porque afeta você. Esse é o mundo em que vivi por tanto tempo. No filme, ela não é tão impulsiva. Ela está um pouco mais vulnerável, que é onde eu precisava estar na época do filme. Tem sido perfeito. Este show e esta família de Teen Wolf têm sido tão generosos conosco, de muitas maneiras.

RODEN: Acabei de ter essa epifania de que estou contratando Malia, pelo resto da minha vida, para atender todas as ligações de atendimento ao cliente que tiver que fazer, pelo resto da minha vida. Eu tive um senhorio, anos atrás, que ligava para eles. Agora eu ligo para eles, quando você tem que ligar e apertar um milhão de números, e você não sabe se vai conseguir falar com um humano, e eles não se importam com aquela empresa ou com você, com razão. Estamos todos lidando com isso em particular e precisamos começar a falar sobre isso. Estaríamos na cadeira de maquiagem, às vezes tendo que fazer ligações, que são chamadas de atendimento ao cliente. Não xingamos e não levanto a voz, mas ainda assim são muito difíceis. Todos nós já estivemos lá. Então, Malia vai assumir o movimento de atendimento ao cliente.

HENNIG: Vou perguntar a ela, se ela estiver livre.

RODEN: As empresas de telecomunicações são especialmente difíceis. Eu tenho toda uma história com a Verizon no Canadá. Nem me fale sobre isso.

Holland, Lydia realmente faz uma viagem por suas emoções, por seus sentimentos e por suas ações passadas. Como foi realmente poder explorar e revisitar essa história passada e encontrar sua voz novamente?

RODEN: Lydia está exatamente onde você espera que ela esteja, no sentido de que ela está arrasando e está tudo em ordem. Eu fui para uma escola só para meninas, e havia meninas que você sabia que fariam coisas. Uma se juntou ao Peace Corps, outra está bem no topo no Google agora e está lá há anos, e eu sinto que com a Lydia é assim. Ela está indo muito bem em São Francisco. E então, ter que voltar para sua pequena cidade que significou muito para ela, é como desenterrar aquela coisa que você nunca fala no trabalho. Você pode ir para casa. E o público só conhece a Lydia de Beacon Hills. É contado ao contrário. Não sabemos a história de origem de nossos amigos adultos, mas, neste caso, a história de origem é a história.

HENNIG: Ou você não pode contar a eles sua história de origem.

RODEN: E esse é claramente o caso de Lydia. Mas, no geral, acho que o comportamento dela é muito mais calmo. Ela sabe que esses são seus amigos. Ela tem trinta e poucos anos, Lydia, que não é tão mal-humorada.

Foi bom obter alguma respostas para esse relacionamento com Stiles, mesmo que Stiles não estivesse realmente presente?

RODEN: Eu acho que os fãs absolutamente merecem uma resposta, para um enredo tão apaixonado. Estou realmente muito agradecida por Jeff [Davis] ter falado sobre isso de maneira tão bonita. É uma possibilidade muito realista, entre os dois, que o banshee-ism tenha sido levado para o relacionamento de Lydia e Stiles, e isso resultou no motivo pelo qual ela sentiu que tinha que fazer o que fez.

Teen Wolf: The Movie está disponível no Paramount+.

Fonte: Collider

Tradução e adaptação: Shelley Hennig Brasil


Com o recente lançamento de Teen Wolf: The Movie no streaming do Paramount+, diversas entrevistas com Shelley Hennig e o elenco do filme estão sendo publicados para a divulgação do longa.

Ainda no ano passado, durante sua passagem pelo Brasil para a participação na CCXP, Shelley e Colton Haynes concederam uma entrevista exclusiva ao Omelete e falaram um pouco sobre sua relação com os fãs brasileiros. Confira abaixo:

“A dedicação dos fãs brasileiros é parte enorme do sucesso de Teen Wolf”, indica Haynes. “Eu queria saber mais português para entender o que vocês dizem, mas mesmo assim… Quando o Brasil nos chama, nós sabemos que é importante atender.”

“Honestamente, vocês são impossíveis de ignorar na internet”, brinca Hennig a seguir. “Esta é uma das coisas que mais comentamos entre o elenco, o quanto o amor dos fãs brasileiros pela série é intenso. E é claro que nós amamos receber isso tudo. […] Vocês estiveram conosco por todo esse caminho.”

Apesar dos atores terem trabalhado em épocas distintas na série, Shelley e Colton sabem bem a importância e lealdade dos fãs de Teen Wolf.

“Quando a série estava começando, achamos que ninguém ia assistir – mesmo porque, antes da estreia, todo mundo já estava falando mal da gente”, lembra Haynes. “Corta para algumas semanas depois, e nós tínhamos outdoors na Times Square, e estávamos tocando o sino da bolsa de valores, esse tipo de coisa. Foi totalmente surpreendente, e só foi crescendo a partir disso.” 

“Eu era muito ingênua sobre o sucesso da série, realmente não sabia o que ia causar na minha vida entrar para este elenco”, relata Hennig. “Quando estava fazendo os testes, eu só queria saber se o set era um bom ambiente de trabalho, se era divertido estar lá, e é claro que todo mundo me disse que era ótimo. Inicialmente, eu apareceria em apenas um episódio, então não estava preparada para a forma como os fãs reagiram a mim.”

Haynes coloca tudo em perspectiva: “Vale lembrar que nós fomos a primeira série ficcional da MTV… e agora, seis temporadas depois, ainda vamos ter um filme? É incrível.”

Teen Wolf: The Movie já está disponível no Paramount+!

Fonte: Omelete


Malia Tate pode ter encontrado o amor em Teen Wolf: The Movie e a atriz Shelley Hennig está aqui para isso – mais ou menos! A atriz fala exclusivamente para a Life & Style sobre estar “nua” no filme e ficar com uma nova co-estrela.

Quando os fãs encontram Malia no filme da Paramount+, que estreou na quinta-feira, 26 de janeiro, a coiote ainda está em Beacon Hills. No entanto, desta vez ela parece estar no meio de um romance com o deputado Jordan Parrish (Ryan Kelley), algo que “surpreendeu” Shelley, quando ela ouviu falar pela primeira vez.

“Quando Ryan leu que ele tinha que ficar comigo no roteiro, ele enviou ‘Nãããão’ em uma mensagem de texto para mim. Eu fiquei tipo, ‘O quê?’”, lembra a atriz de Ouija. “Ele é como meu irmão, então foi super estranho. Mas também não foi, somos profissionais. Já fizemos isso antes e ele era a melhor pessoa para fazer isso.”

Shelley acrescenta: “Conseguimos fazer isso”, referindo-se à cena quente que ocorre no início do filme. O momento entre Malia e o deputado Parrish mostra os dois sem roupa durante um beijo dramático.

“Foi uma cena que continuava sendo adiada por qualquer motivo. Não por minha causa, não por causa dele. Apenas continuava sendo adiada e então se tornou parte das refilmagens. Era um mundo onde eu nem conseguia ir e terminar. Foi um todo – foi muito dramático. Então, estou muito feliz por termos terminado e estou animada para vê-lo ”, compartilha a atriz. “É porque Ryan e eu pedimos ao [criador]Jeff [Davis] para nos colocar nus no show.”

Quando se tratava de ficar nua no programa, Shelley queria ficar “nua sozinha na floresta”. Ela brinca: “Eu não queria ficar com alguém novo, então houve uma falha de comunicação, mas estávamos aqui para isso.”

Shelley desempenhou o papel de Malia por quatro temporadas na série original Teen Wolf, que foi ao ar na MTV de 2011 a 2017. Embora o filme tenha dado aos fãs uma visão da vida de sua personagem após o término do programa, não parece que Malia tenha planeja se afastar de Beacon Hills em um futuro próximo.

“Malia ficou antes. Não vejo motivo para ela ir embora”, explica a atriz, provocando o que vem a seguir para a personagem. “Sinto que ainda há muitas perguntas sem resposta para ela, porque ela está em uma fase de dores de crescimento. Acho que ela voltou a lutar pelo bando.”

Fonte: Life&Style

Tradução e adaptação: Shelley Hennig Brasil



Shelley Hennig Brasil Todos os direitos reservados